Aula 07 - Arte, espaço público e coletivismos

Na sétima semana, buscamos:

- Perceber potencialidades e contradições do engajamento da arte com o espaço público e com coletividades.

O que nós vimos?

- Uma definição para espaço público
- O público e o coletivo na Bienal de Havana
- O que trabalhar em coletivo possibilita no processo artístico.
- Como "o outro" aparece em projetos colaborativos.
- As contradições que aparecem entre a ideia de colaborativo e a precarização das relações de trabalho, na arte e para além.

.

Por onde passamos?

Krzysztof Wodiczko a partir de Rosalyn Deutsche; O texto de Adam Givins sobre a Ocupação Prestes Maia e coletivos de Arte em São Paulo (2006); Bienal de Havana; artistas que trabalharam com o tema do COVID-19 no espaço público ou pela via da coletividade; o Breque dos Apps de 2020; Thomas Hirschorn, etc.

Para percebermos que...

- É importante estar bem situado sobre as contradições e potencialidades criativas da arte ocupar o espaço público com práticas coletivistas. Estabelecer relação com o outro deve ser considerada como o estabelecimento de uma relação de humildade, honestidade, abertura e co-criação, atentos para as precarizações que nos envolvem.

Lista de links usados na videoaula:

(atualizando)