Aula 06 - O Brasil fotografado

Na sexta semana, buscamos:

- Ter uma visualização panorâmica da produção fotográfica no Brasil, destacando fotógrafos do século XX e XXI, bem como eventos do século XIX.

- Ter contato com o pensamento de Paulo Freire que inclui a fotografia como meio de abertura para o diálogo.

Por onde passamos?

- Por uma conversa com o fotografo e educador Toni Benvenutti sobre o texto de Paulo Freire.

- Pelo século XIX, pensando a relação de Dom Pedro II com a fotografia, as implicações da fotografia no projeto da Academia Imperial de Belas Artes, a obra de Marc Ferrez, a fotografia na Guerra da Tríplice Aliança, a fotografia na Grande Seca, a fotografia no Genocídio de Canudos, a fotografia no Espírito Santo pelas lentes de Victor Frond e Albert Richard Ditze.


- Pelo século XX, mencionando a obra fotográfica de Mário de Andrade, Geraldo de Barros, Thomas Farkas, Luciano Carneiro, José Medeiros, Maureen Bisilliaat, Walter Firmo, Luis Humberto, Miguel Rio Branco, Juca Martins, Nair Benedicto, Araquém Alcântara, Kenji Ota, Cristiano Mascaro, Sebastião Salgado, Ed Viggiani, Rubens Mano, Tiago Santana, Eustáquio Neves, Elza Lima.


- Pelo século XXI,  tendo contato com as obras de Pedro David, Rodrigo Braga, Lia Chaia, Breno Rotatori, Roberta Dabdab, Barbara Wagner, Jonathas de Andrade.

Para percebermos que...

- A fotografia brasileira oferece um modo de se perceber a diversidade cultural e étnica do país, para além de levantar problematizações quanto aos processos de territorialização e desterritorialização que o desenvolvimento e o dito progresso do país causam.