Aula 03 - Artistas Multimeios

Na nossa segunda semana, buscamos:

- Ter contato com a poética e o pensamento de 07 artistas que trabalham com uma multiplicidade de meios.

O que nós vimos?

As poéticas e reflexões de Lázlo-Moholy Nagy, John Cage/Rauschenberg, Laboratoire Agit-Art, Lygia Pape, Abdias Nascimento, Paulo Bruscky e Ricardo Basbaum.

.

Por onde passamos?

O texto Luz e Pigmento de Moholy-Nagy, o texto de John Cage sobre Robert Rauschenberg, a atenção para o Laboratoire Agit-art, o texto "Artes Plásticas" de Abdias Nascimento, uma parte da dissertação de mestrado de Lygia Pape, pela diversidade da obra de Paulo Bruscky e seu sobre sensorialidade e multimeios escrito para a bolsa Guggenheim, e o texto de Ricardo Basbaum sobre o artista-pesquisador.

Para percebermos que...

- Moholy-Nagy buscou um diálogo e uma especulação sobre o futuro dos displays e da prática artística a partir da luz, da importância da óptica.

- A arte do Laboratoire Agit-Art é um bom exemplo de conceitualismo africano com práticas multimeios.

- Nomes importantes da arte negra brasileira, como Abdias Nascimento, trabalhavam com múltiplos meios visando recontextualizar a produção afro-brasileira de arte.

- No Recife, com Paulo Bruscky, encontramos uma das experiências mais ricas com multimeios no Braisl.

- Lygia Pape fez mestrado em filosofia e desenvolveu densas concepções téoricas sobre suas proposições poéticas.

- As possibilidades do artista-pesquisador de Basbaum devem abrir a atenção de quem está dentro da universidade para as possibilidades e limitações de sua criação artística nesse ambiente, e vice versa em relação ao sistema de artes.

Observando que...

- Conseguimos entender melhor os textos observando as próprias obras e falas dos artistas estudados.

.

Essa semana não foram sugeridos exercícios.

Lista de links usados na videoaula:

(atualizando)