• Ruy Cézar Campos

Territórios Sensíveis Lab


Desde maio de 2019 participo desta etapa do projeto Territórios Sensíveis, coordenado por Walmeri Ribeiro com o apoio do Prince Claus Fund e Goethe Institut. O projeto tem como foco a questão do lixo flutuante na Baia de Guanabara e os afetos envolvendo o Antropoceno com tal tema.


No começo de outubro, um laboratório de 5 dias foi realizado na Colônia Z10 - Ilha do Governador, onde desenvolvi um sketch de uma vídeoinstalação:


No encontro do mangue do Rio Jequiá com a Baia de Guanabara se abriga a primeira colônia de pescadores registrada no Brasil, há 100 anos. Hoje são poucos os pescadores que não desistiram de jogar a tarrafa para acabar pescando apenas lixo. Com jovens pescadores como colaboradores, coletou-se testemunhos de dois dos mais velhos sobre suas memórias envolvendo a Baia de Guanabara e a poluição. O material audiovisual resultante é exibido em um duto que veio boiando pela baia, quebrando barcos até ser encostado no mangue pelos pescadores.


No contexto do laboratório, conseguimos produzir um protótipo/rascunho do vídeoduto e o exibimos no galpão dos pescadores.


Esta etapa do projeto Territórios Sensíveis segue até o começo do próximo ano.


Para acompanhar mais do projeto: http://www.territoriossensiveis.com